26 de fev de 2009

Audiência Pública

Amanhã dia 27 às 19hs, acontece a audiência pública da Câmara de Vereadores, solicitada pela comunidade da Barra do Sambaqui. A audiência será realizada no Salão Paroquial da Igreja da Barra do Sambaqui com a finalidade de discutir a instalação de uma estação de tratamento de esgoto (ETE) nas proximidades do manguezal do rio Veríssimo e do rio Ratones.


Participe!

17 de fev de 2009

Assembléia "Esgoto no mangue, não!


Acontece hoje nova Assembléia do movimento “Esgoto no mangue, não!”, às 20h no salão paroquial da Capela de São Sebastião, Barra do Sambaqui.

A pauta principal será a audiência pública da Câmara de Vereadores marcada para o próximo dia 27, que discutirá a instalação de uma estação de tratamento de esgoto (ETE) nas proximidades do manguezal do rio Veríssimo e do rio Ratones.

A comunidade do Distrito de Santo Antônio de Lisboa (Sambaqui, Cacupé, Santo Antônio e Barra do Sambaqui) é contra a instalação da ETE por vários motivos, dentre eles:

- A Casan não apresentou o projeto técnico, o estudo de impacto ambiental e as licenças ambientais;
- A CASAN licitou e contratou a obra, sem o projeto final de engenharia, ferindo a legislação;
- A ETE será construída sobre o mangue, próximo à Estação Ecológica de Carijós e da Baía da Daniela. Se construída vai poluir os Rios Veríssimo e Ratones, causando danos irreversíveis a todo o ecossistema da região;
-A Barra do Sambaqui não será beneficiada pelo tratamento do esgoto;
-A comunidade não foi consultada, desrespeitando assim o Estatuto das cidades, que prevê que toda obra de impacto deve ser discutida com a comunidade.

CASAN é a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento, responsável pelas obras de instalação da rede de coleta de esgoto financiada pelo governo federal, através do PAC – o Plano de Aceleração do Crescimento. A CASAN promete entregar as obras do sistema de coleta e tratamento de esgoto do PAC, em 2010.

A comunidade já recorreu ao Ministério Público, fez várias manifestações de rua para chamar a atenção para o problema.

A comunidade exige transparência e participação!


Imagens das manifestações

08/02
entrada da Barra do Sambaqui
"O povo, a Barra, os peixes e os siris,
não querem a estação instalada por aqui!"

14/02
carreata pelas ruas de Sambaqui e Sto. Antônio de Lisboa


caixão representando a morte do mangue, do ecossistema.

I Mostra Cultural e Esportiva



Nos dias 7 e 8 de fevereiro aconteceu a I Mostra Cultural e Esportiva do Sambaqui, evento que substituiu a tradicional Gincaponta, gincana da Ponta do Sambaqui.

Além de atividades culturais e esportivas, que contou com a participação de crianças, jovens e adultos, teve a oficina de bonecos de argila, ministrada pela professora Adriana Durante, da Associação Cultural Baiacu de Alguém.

No Pré-carnaval da Amostra, blocos locais se apresentaram, dentre eles: Marcha Rancho, Unidos do Avante, Baiacu de Alguém e Engenho de Dentro.

O evento foi promovido pela Associação do Bairro de Sambaqui (ABS).

Veja as fotos e assista no vídeo alguns momentos do evento.



6 de fev de 2009

Oficina de Bonecos do Baiacu

Na sede da Associação Cultural Baiacu de Alguém em Santo Antônio de Lisboa, estão sendo desenvolvidas várias atividades culturais, como por exemplo, as oficinas de violão, cavaquinho, teatro, ritmistas e de bonecos. As oficinas pertencem ao “Projeto Pescadores de Cultura” do Baiacu que conta com o apoio da Fundação Luterana de Diaconia.

Na oficina de bonecos são realizadas diversas atividades dentre elas, a confecção de novos bonecos e a restauração dos antigos, voltados principalmente ao desfile do Bloco.

Alguns bonecos como o Boiacu, Iemanjá, Baiacuncia, Hercília e Boiací estão sendo cuidadosamente restaurados a partir de materiais como, por exemplo, tecidos, cola, isopor, papel, cola e esponja.

A cada ano um novo boneco é confeccionado. Esse ano o boneco escolhido foi o “Boitatá” em homenagem à Franklin Cascaes.

A oficina é ministrada pela professora Adriana Durante e acontece todas às terças-feiras às 14h.


Veja as fotos.

.